sexta-feira, fevereiro 03, 2017

#5

Estima acima de tudo aqueles que amas! Sê sincero em tudo o que fazes... Ama-te também! Honestidade... Paixão... sê justo, não só contigo mas com os outros. Sê justo com a vida!

No fim, a vida dar-te-á em dobro. E aí vais ver o que é sorrir!

segunda-feira, dezembro 26, 2016

#4

Os verdadeiros miseráveis não são os que nada têm mas sim os que tendo tudo, tudo fazem para nada ter.

quarta-feira, novembro 02, 2016

#3

Nada sabe melhor do que o ver a pessoa que amamos dormir a nosso lado. Pode parecer tolo continuar acordado ao fim de um dia de trabalho, mas o teu sono revitaliza-me. E interessante é verificar que contínuas linda, mesmo enquanto descansas.

quinta-feira, outubro 27, 2016

quarta-feira, outubro 26, 2016

#1

De facto, grande parte de ti dá em nada. Nepia, nickles, zero! Tornas-te mais do mesmo... dissipas-te no mundo. Mas basta 1% de ti acertar no ponto (por vezes até menos) para dares azo à grandiosidade.

terça-feira, agosto 25, 2015

Danos colaterais

Mesmo que faças bem as coisas, terás sempre de lidar com danos colaterais. A questão é: Até que ponto tens capacidade de lidar com eles?

sábado, agosto 22, 2015

Pedras

As pirâmides apenas serão pirâmides se houver alguém que veja para além do monte de pedras...

terça-feira, julho 21, 2015

Ganha mais tempo...

Arranja amigos, bons amigos especialmente. Amigos que não estão presentes mas estão sempre lá... Amigos que apesar de ausentes sentimos que estão bem... Amigos com quem não costumas falar mas que te ligam exatamente quando mais precisas... Amigos com quem discutir assuntos parvos, ou simplesmente parvamente discutir... Amigos que sabem onde existe a cerveja mais fresca e te ajudam a dar cabo dela... Amigos que te acompanham na vida, cônjuges ou companheiros... Amigos com quem dividir tristezas e multiplicar alegrias...

Arranja amigos... Bons amigos especialmente.

Mário Castro

domingo, abril 19, 2015

Paz

Poucos momentos na vida são tão gratificantes quanto aqueles em que estamos em completa paz. Aqueles momentos em que sentimos tudo à nossa volta parar, em que o cheiro do escape nem se sente, em que a gritaria do mundo nem se ouve. Nestes curtos momentos, conseguimos dobrar o conceito de tempo. Conseguimos fazer com que uma insignificância temporal seja momentaneamente eterna. E um sorriso espraia-se por todo o universo.